Jacuzzi na Sala - Favo de Mel
O

Olá___Hello___Salut___Hola

C

Casa Favo de Mel

C

Casa Love Story

R

Requinte e Conforto…

… em sintonia com a natureza …

Jacuzzi na Sala - Favo de Mel

Os campos obrigatórios são seguidos por *





Qualidade e Conforto ao mais alto nível

Welcome SoajoNature

“A Natureza abraça, a arquitectura acolhe!”

As casas SoajoNature são o sonho que junto com os nossos hospedes tornamos realidade!
O local ideal para viver um verdadeiro conto de fadas, onde o requinte e o conforto estão em sintonia com a natureza.

São  o destino do Parque Nacional,  aqui encontra monumentos  com  história  para  contar, lagoas naturais e termais, paisagens com uma fauna e flora únicas no Pais.  Encontramos o regresso as tradições e aos valores de origem, onde a gastronomia é património, cultura e tradição.

Comodidades

Nos nossos alojamentos pode usufruir de várias comodidades. Cozinha totalmente equipada.

Piscina

Duche de hidromassagem

Sauna

Jacuzzi

Smart TV

Maquina de Café Delta Q

Wi-fi

Jardim

Churrasqueira

Cama Queen Size, com Massagem

Ar condicionado e Lareira

Qualidade e Conforto ao mais alto nível

Alojamentos

Casa Love Story

Ideal para um momento a dois, onde o conforto e o ambiente proporcionam momentos inesquecíveis.

Detalhes

Os preços começam em: 180 por 2 noites


Ver Detalhes

Casa Favo de Mel

Ótima opção para um momento a dois ou férias relaxantes em família com crianças.

Detalhes

Os preços começam em: 260 por 2 noites


Ver Detalhes

Envolvente

SoajoNature

Sugestões

As casas SoajoNature estão localizadas no Parque Nacional da Peneda Gerês, talvez na zona mais bela do Parque, aqui ficam algumas sugestões que aconselho a não deixarem de visitar.(ver locais a visitar)

São varias as atividades.

Atividades ao ar livre tais como; Descidas de Kayak e Raft, Canyoning,Trekking, Canoagem, Paintball ,Tiro com Arco e Zarabatana, Escalada, Pesca, Caça, etc..
Mas  tratando-se de uma zona de montanha, a melhor forma de  conhecer, e de contactar com os valores naturais e culturais do Parque Nacional, é através de passeios de BTT e dos percursos pedestres. Existem vários trilhos pedestres sinalizados, a maioria dos quais dispõe de um desdobrável de apoio à sua interpretação. Para além destes, é possível percorrer outros percursos, que não estão marcados no terreno, e que correspondem geralmente a caminhos rurais ou trilhos de pastores.
Alguns destes percursos estão localizados na Área de Ambiente Natural, na qual as actividades de montanhismo carecem de uma licença específica do Parque.
Link’s  uteis:

www.trilhos.arcosdevaldevez.pt

www.visitarcos.pt

www.adere-pg.pt
www.portadomezio.pt
www.nature4.pt
www.portal.toboga.pt

*Mais informação especificas nas casas SoajoNature.

Aqui a gastronomia é património, cultura e tradição.

Ao longo do PNPG existem inumerosos locais onde pode ficar a conhecer a gastronomia regional, destacando-se entre eles a carne de vaca cachena e o cabrito da serra. Restaurantes mais próximos:
Videira: a 12 minutos telf. 924 430 319;
Sº Martinho: a 7 minutos telf. 258 577 090
Espigueiro: a 13 minutos telf. 285 576 136
Saber ao Borralho: a 13 minutos telf. 258 577 296

(saber mais)

gastronomia

(saber mais)

Historia sobre a região.

Características da área geográfica da serrania da Peneda, Gerês e Amarela, o sistema de habitat de “brandas” e “inverneiras” é um marco referencial da maior singularidade e interesse etnológico e patrimonial.

A branda é um espaço de uso mais sazonal, com uma ocupação secundária, conectada sobretudo com os usos agrícolas e pastoris de Verão, por oposição à inverneira tradicionalmente de cariz mais permanente. Ocupam geralmente cotas de terreno a cima dos 600 metros, substancialmente mais altas que as inverneiras a que se associam.

No concelho o número de brandas é significativo, com representações singulares em Bosgalinhas, S. Bento do Cando, Mosqueiros, entre outras. Nas áreas espaciais de Soajo e Sistelo as brandas recebem somente o gado e pastores, integrando por tal estruturas de abrigo bastantes desenvolvidas.
A aldeia do Soajo é também famosa pelo vasto conjunto de espigueiros erigidos sobre uma enorme laje granítica, usada pelo povo como eira comunitária. O mais antigo data de 1782. Estes monumentos de granito foram construídos na altura em que se incrementou o cultivo do milho e serviam para proteger o cereal das intempéries e dos animais roedores. As suas paredes são fendidas para que o ar circule através das espigas empilhadas. No topo são geralmente rematados por uma cruz, que significa a invocação divina para a proteção dos cereais. Parte destes espigueiros são ainda hoje utilizados pelas gentes da terra.

A aldeia do Soajo está implantada numa das vertentes da Serra da Peneda, sobranceira ao Rio Lima. A sua história já vem de longe. Consta que terá sido fundada no século 1, mas só no século XVI lhe foi atribuída carta de foral. Desde a fundação da nacionalidade portuguesa que o seu povo goza de privilégios.
Quando outras localidades de Portugal invocavam a liderança espanhola, o Soajo reconhecia o rei de Portugal como legítimo e isso valeu-lhe vários direitos.
Os habitantes da região eram designados por monteiros, em virtude da sua Principal actividade ser a caça. Ursos, javalis, cabras-bravas, lobos e raposas eram espécie, capturadas. Chegou mesmo a ser instituída a montaria do Soajo, havendo ali representantes locais clã Montaria Real.
Consta que no reinado de D. Dinis os monteiros se terão queixado dos abusos de fidalgos, pelo que o monarca terá dado ordem para que estes não se demorassem ali mais do que “o tempo de esfriar um pão na ponta de uma lança”. Há quem defenda que terá vindo daí a curiosa forma do pelourinho que se situa rio largo principal da aldeia. A coluna simboliza uma lança e a pedra um pão.

Em 1852, o Soajo viria a perder o direito a sede de concelho. Porém, não perdeu a sua peculiaridade. Ainda hoje as ruas são pavimentados com lajes de granito e as casas construíras com blocos de pedra. A vida em comunidade sempre foi um dado muito importante nesta aldeia. Até há cerca de um século atrás, o Soajo tinha um juiz eleito pelo povo. Atualmente, a feira que se realiza todos os primeiros domingos do mês ainda é motivo de convívio para as gentes da terra.
Enquadrada numa região de rara beleza, esta aldeia tem outras curiosidades nas suas imediações, como as Antas do Soajo, a Ponte Velha e o Miradouro do Côto Velho.

Parece ser ponto assente que a primeira fixação de populações nestes espaços fica cronologicamente situada na Idade Média, talvez acompanhando um povoamento das zonas baixas de vale, periodicamente ocupando área contíguas aos primeiros castelos, de cotas superiores, sobretudo no Verão.

Qualidade e Conforto ao mais alto nível

Galeria de Fotos

Qualidade e Conforto ao mais alto nível

Avaliações

Monia Rocha
Monia Rocha
20/10/2022
Espetacular. 😍🥰
Celso Faria
Celso Faria
06/09/2022
Recomendo
Simão Barros
Simão Barros
25/05/2022
Quarto preparado com carinho e muito limpo... Ambiente muito relaxante 😊
Luís Santos
Luís Santos
26/04/2022
Experiência incrível e a repetir 🙂 Se querem relaxar e fugir ao ritmo acelerado da cidade, este é o local ideal.
Translate »